13 julho 2010

VOCÊ


Quando a saudade vem, é você.
Quando o sono não vem, você lá está.
As ondas do mar, o nascer do sol,
O vento no rosto é você também.
É você quando o coração palpita.
É você e só você que sabe por onde entrar.
É você que me tira o chão.
Mas minhas lágrimas escondidas, é você.
É você meu fevereiro, meu março, meu ano inteiro.
Minha paz é você. É você também minha calma.
Quando eu me calo, você.
Quando respiro, você.
É por você meu respeito.
E toda dor do meu peito, também é você.
Você é o meu ciúme, minha birra, minha chatisse.
Minha proteção é você.
Você é minha alegria. Você é a noite e o dia
Que aqui vejo passar.
Você é o beijo que espero e o abraço que mais quero,
Também é você.
É você quem eu quero pra juntinho ser feliz.
És parte da minha vida e a pessoa mais querida, é você.
É você toda a paixão.
É você meu coração.
É você qualquer refrão que baixinho me cante o amor.
E é só pra você que eu canto, pois é todo seu o encanto.
E ainda assim, depois de tudo, você.
Te olho, te chamo.
Eu te amo!
Você.

Nenhum comentário: