08 abril 2012

JO PARA VCS

11 junho 2011

TAVA FALTANDO VOCÊ



Eu amo tudo em você. Amo seus olhos. Amo seu sorriso. Amo todos os seus dedos do pé. Amo o seu jeitinho de comer espaguete. Amo a maneira como você me atende ao telefone. Amo as suas histórias engraçadas. Amo a sua maneira de beijar. Amo o jeito como você me escuta. Amo a maneira como você me apresenta aos seus amigos. Amo como você me olha. Amo o jeito que você me mima. Amo a maneira com que você me encoraja. Amo seus pontos sensíveis. Amo quando você me chama por aqueles nomes carinhosos. Amo seu jeito de caminhar. Amo quando você se faz de criança. Amo quando você cozinha pra gente. Amo a maneira como você me segura. Amo seu sorriso quando está feliz com alguma coisa. Amo quando você faz de conta que não percebe as bobagens que eu faço. Amo o seu jeito de acordar. Amo a maneira como você me ama...

... e isto é apenas o começo!!!!

Feliz Dia dos Namorados!!!

22 maio 2011

SÓ UM TANTINHO...



TANTINHO (Carlinhos Brown)

Fiz essa canção em coma de amor
Como sou feliz e sei que estou
Nunca amei ninguém um tantinho assim
Sem gostar de quem gostar de mim

Fiz essa canção pro tempo passar
Como estou só quero te abraçar
Se é ilusão desligue a razão
Pra bater feliz meu coração

Agora que subi ladeira, sossego
Que a poesia em minha horta choveu
Eu te quero aqui
Bem-vinda a minha vida linda, calor
Você é vitamina, guia e é show
Vem grudar em mim

Por isso então dá-me tua mão
Por isso então dá-me tu amor
Por isso então dá-me tu amor

Como I love you
Como I need you
E o meu coração só quer lhe amar
Como I love you
Como I need you
E só quer saber de andar colado

Como I love you
Como I need you
E o meu coração só quer lhe amar
Como I love you
Como I need you
E só quer saber yeah, yeah

E tudo é tão pequeno quando o coração fala mais alto. E tudo é tão nada, se o pouco da gente se basta. E tudo é mais feliz se uma multidão de corações iguais festejam com a gente. E tudo traz alegria aos nos vermos chegar. E nós somos felizes porque assim estava escrito. "Como i love you, como i need you".

15 maio 2011

ASSIM, DOIS CORAÇÕES...


O calor que tens nos lábios
Faz fogueira os beijos meus
Que deseja e que procura
Esse fogo que é só teu

E quando te mordo a boca
Nesse beijo demorado
Teu olhar apaixonado
Enfeitiça os olhos meus

Mesmo se eu perder o juízo
Nas curvas desse teu corpo
Muito tempo é muito pouco
Daqui jamais vou sair

Somos vício ou pecado?
Deixa essa pergunta de lado
Somos dois apaixonados
Eu em tu, você em mim.


08 maio 2011

FALA BAIXINHO, NO MEU OUVIDINHO...

" E no meio de tanta gente eu encontrei você. Entre tanta gente chata, sem nenhuma graça, você veio.."

"Hoje eu sou feliz e canto. Só por causa de você. Hoje eu sou feliz, feliz, e canto. Só porque amo, amor, você.."

"Ainda bem que você vive comigo. Porque senão, como seria essa vida? Sei lá... sei lá.."

"Olhe aqui, preste atenção, essa é a nossa canção. Vou cantá-la seja aonde for, para nunca esquecer do nosso amor.. do nosso amor.."

"Avião sem asa, fogueira sem brasa... sou eu assim sem você. Futebol sem bola, Piu-Piu sem Frajola, sou eu assim sem você.."

"Se eu não te amasse tanto assim, talvez não visse flores por onde eu vim... dentro do meu coração..."

Quando é cantada ou recitada baixinho, só pra mim, tem um som diferente. Diferente, primeiro porque vem de você. Segundo, porque deixa de ser apenas uma letra. Traz consigo o sentimento mais lindo do mundo. Traz o cuidado, o querer bem. Traz o calor, a docura... e o olhar assim, em forma de agradecimento, em seu silêncio, diz: Eu te amo!

03 maio 2011

LEVE, SIMPLES E DIVERTIDO

Era pra ser apenas mais um passeio no shopping. Rolé e cineminha, pipoquinha e guaraná, jujuba pra adoçar.

Aí, passa loja, passa mais outra e de repente me olha rindo e pergunta: "Você é Emo, é? Sua franja está imensa no rosto" (nem tava! só pq eu passei a mão no cabelo e ela saiu do lugar). Bastou isso, fechei a cara e fiquei com meias-palavras. Fui pra casa todo dono de mim e da situação.

Ai vem o final da noite pra me quebrar. A hora que a saudade aperta (toda noite antes de dormir é isso), saudade de ouvir, de estar perto. Digito 8 números no celular e ... "Oi?" (um mero "Oi" foi o que eu ouvi). Logo em seguida mandou: "Saiu do shopping quase mudo e agora tá ligando, porque? Eu só fiz uma brincadeira, tá?". Conversa vai, conversa vem.. e a ligação acabou meeiramente com um: "bjo e boa noite, viu?".

Isso se eu não fosse um geminiano, claro!

No dia seguinte quando acordei, corri pro banheiro com um bouquet de rosas, vesti uma roupa preta, fiz uma mega franja estranha, saquei o celular do bolso e...CLICK!

Um torpedo MMS com a foto mais a frase: "Bom dia, meu amor! Essas flores são pra você. Desse emo apaixonado que te ama".

Meu celular toca e não teve preço no mundo que pagasse a gargalhada e as coisas lindas que eu ouvi do outro lado.

Tá vendo como é? E é assim sempre... leve, simples e divertido...

Graças a Deus!

28 abril 2011

TUM TUM TUM...


Cada dia, melhor. Cada hora, mais intenso. Cada minuto, mais afinado. Cada segundo, mais perfeito. Simplesmente eletrizante. E os olhares brilham de felicidade ao avistarem de longe quem se deseja. E nesse momento pode parar o mundo que tanto faz, como tanto fez. De repente um sorriso desponda pelos lábios vindos lá do coração. Traz a verdade e a leveza que eu sempre procurei. A doçura é companhia perfeita para a calma que hoje eu tenho. Completa, ama, preenche, satisfaz, aquece, arrepia, acolhe, deseja, sonha, cuida e se deixa cuidar. Ama e se deixa amar. Ritmo descompassadamente apaixonado.

17 abril 2011

O DOCE DE HOJE

E numa tarde de domingo nada é mais doce que as palavras e os olhares. E nada é mais doce que a paz que me ofereces. Nada tem mais doçura que o sorriso tímido acompanhado de olhinhos sapecas. Cumplicidade, troca, toque, faísca. Nem precisa ser "casadinho"... é o docinho mais gostoso que faz minha feliz.


Foto Viva Gula Iguatemi, 17 Abril.

01 abril 2011

VOCÊ SABE O QUE É O AMOR?



O que não podemos é mudar demais. Mudar é bom, mas se for pra melhor. O seu melhor, e não o melhor de outro alguém. Resumindo, é aquela velha frase: ninguém pode fazer alguém feliz, se não é feliz.

Então eu te digo: Amor é, resumidamente, paz e felicidade dentro de um coração.

Uma coisa que eu aprendi às duras penas: amar demais, não é premissa para ser amado. Então não fique aí você pensando que seus grandes gestos de amor são o seu passaporte carimbado para a felicidade. Não, eles não são. Não fique aí você pensando que o simples fato de você amar alguém demais, está sob as vistas de Deus, e que ele reconhecerá, ainda que tardiamente, seu nobre sentimento. Não caia nessa cilada. Não fique aí você pensando que sabe tudo sobre o amor. Confesso, até algum tempo atrás eu achava que sabia. Desejei, sonhei, protegi, fiz sorrir, criei situações, tentei construir um mundo de felicidade e pintar de azul um mundo que era só meu. Isso mesmo, só meu. Eu achava que sabia o que era o amor, eu achava que eu sabia o que era amar. Mas era tudo tão complexo, tudo tão nas entrelinhas, e no fundo, agora analisando, era tudo tão pesado e carregado que mais parecia um fardo. Mas sobre esse peso eu vou falar daqui a pouco.

Maktub! Estava escrito.

Chega ela, a vida. E como melhor escola traz consigo o melhor professor, o tempo. Foi ele quem didaticamente me ensinou que não adiantava eu querer atropelar a ordem natural das coisas ou querer mudar meu destino por capricho. E quer saber? Se tudo que aconteceu antes foi para eu saber dar valor e reconhecer ou apontar as diferenças entre o que eu sentia e o que eu hoje sinto: valeu a pena. Valeu a pena cada lágrima derramada e cada “porque?” que me fiz.

Sabe aquele peso que eu carregava? Troquei por um outro que eu posso carregar e colocar no colo com prazer. Sabe aquele amor que eu oferecia ao extremo? Agora quem recebe sou eu. Sabe aquelas lágrimas que um dia derramei? São elas que hoje molham os meus lábios ao receber os beijos mais apaixonados. Sabe aquele meu olhar que denunciava paixão? Hoje enxerga um mundo que é só felicidade. E sabe aquela minha boca que não quiseram ouvir falar de amor? Hoje ela sabe o que diz:

- "Perdeu, playboy!"

31 dezembro 2010

FELIZ 2011



O ano de 2010 foi muito especial em minha vida. Especial por diversos motivos. Foi talvez um dos anos mais felizes da minha vida. E se fosse pra descrevê-lo em uma só palavra: Verdade! Comecei 2010 deixando um emprego de 6 anos para trás porque sentia necessidade de mudança. Mudanças que ocorreram não só no campo profissional, mas em todos os campos da minha vida. Foi também o ano da coragem. Precisei delas tantas vezes e tantas vezes ela esteve lá. Coragem inclusive para deixar alguns sentimentos para trás, algumas pessoas para trás... Em minha vida agora, só os puros de sentimentos, os que valorizam as coisas simples da vida, os leves de alma, os que olham diretamente em meus olhos e fazem questão de estarem ao meu lado. Ao resto, eu desejo sorte. Apenas sorte!
Faltam poucas horas para que eu receba um Ano Novinho em folha pra escrever uma história que só vai depender de mim. Os personagens eu já escolhi, e cá pra nós, que personagens!
2010 antes de ir embora me deu um presente, o meu maior presente. Deve ter sido por merecimento, só pode. Uma hora eu tinha que acertar. E que bom que os papéis se inverteram. Hoje eu escuto as coisas que sempre disse, vejo coisas que sempre fiz... meus gestos em outro corpo, meu olhar em outros olhos, meu sorriso em outra boca. O mundo realmente dá voltas. Não corra atrás das borboletas, cuide, sim, do seu jardim. Elas virão até você.
Vou receber 2011 cercado da palavra amor. Feliz, leve e com a maior certeza do mundo... porque agora eu já sei.
Desejo a vocês, meus amigos verdadeiros, um ano cheio de conquistas, amor, vitórias, felicidade, cores, sabores, vida... é isso.. desejo que vocês vivam a cada segundo a felicidade de existir.
E a vocês, amigos que não foram tão verdadeiros assim, a minha felicidade em saber que ao seguir meu coração... no final das contas quem se deu bem foi eu.
Um beijo no coração de todos vocês e recebam 2011 com um sorriso no rosto e pensamento positivo.
Bye Bye, 2010!

25 agosto 2010

ECLIPSE OF THE HEART


A vida é muito engraçada. E acho que a minha de certa forma quer me dizer alguma coisa. Eu, buscando explicações às vezes tento encontrar respostas para as minhas próprias perguntas. Talvez formulando aquelas que eu gostaria de ouvir. Mas nem tudo que eu escuto ou digo para mim mesmo responde a "grande pergunta". Talvez seja carma, ou quem sabe um capricho dos Deuses. Talvez seja o destino e estava, desde o início, escrito que seria assim. Ok, resposta eu posso até não encontrar. Mas as lembranças das perguntas perambulam pelo campo visual, ou melhor, perambularam. E assim deixaram marcas. Lembro de todas. Completamente todas. Mas é justamente a primeira imagem - tão cheia de esperança - , e a última - sem o brilho tantas vezes refletidos -, que me dão a certeza que estava escrito: nas estrelas, em minha frente, nas respostas que não soube ouvir... Um eclipse duradouro, mas que parece estar chegando forçadamente ao fim.

30 julho 2010

COLORIR...



Pra viver, colorir é preciso
E pra colorir tem que ter coração
Tem que ter a alma leve, transparente
E saber escolher o tom

Há quem prefira os rabiscos sem graça
De uma vida em tons pastéis
Sem vibração, sem luz
Sem magia, nem frescor

Sempre soube colorir
Aliás, eu sou a própria cor
Cor daquilo que eu sinto, pressinto
Toco, cheiro, vejo e desejo azul

Pinto de vermelho
Tudo que me remeta ao amor
Sem vergonha e com orgulho
Do sentimento que é meu

Sou talvez a aquarela
Das asas de um beija-flor
Que cruzou o arco-íris
Dos olhos de quem me olhou



13 julho 2010

VOCÊ


Quando a saudade vem, é você.
Quando o sono não vem, você lá está.
As ondas do mar, o nascer do sol,
O vento no rosto é você também.
É você quando o coração palpita.
É você e só você que sabe por onde entrar.
É você que me tira o chão.
Mas minhas lágrimas escondidas, é você.
É você meu fevereiro, meu março, meu ano inteiro.
Minha paz é você. É você também minha calma.
Quando eu me calo, você.
Quando respiro, você.
É por você meu respeito.
E toda dor do meu peito, também é você.
Você é o meu ciúme, minha birra, minha chatisse.
Minha proteção é você.
Você é minha alegria. Você é a noite e o dia
Que aqui vejo passar.
Você é o beijo que espero e o abraço que mais quero,
Também é você.
É você quem eu quero pra juntinho ser feliz.
És parte da minha vida e a pessoa mais querida, é você.
É você toda a paixão.
É você meu coração.
É você qualquer refrão que baixinho me cante o amor.
E é só pra você que eu canto, pois é todo seu o encanto.
E ainda assim, depois de tudo, você.
Te olho, te chamo.
Eu te amo!
Você.

01 julho 2010

RÁDIO



De repente, carnaval....

Olha eu tô sentindo tanta falta de você
Quem me olha não consegue perceber
O meu segredo
Amigos se divertem numa festa sem parar
Eu aqui e o pensamento em outro lugar
Chorando por dentro
Eu não quero acreditar que foi ilusão
Que você brincou com o meu coração
Eu não quero nem pensar em te perder
Eu amo você!

Vem me buscar
Vem me tirar desse abandono
Vamos voltar a viver

Vem me buscar
Vem me tirar desse abandono
Vamos voltar a viver... outra vez.


Acordei. Era só um sonho, era só um carnaval... em outro bloco. Não era Ivete e sim Tomate, muita gente em Ondina. Não para os meus olhos!

26 junho 2010

WM



WM é um amigo meu. William Monteiro para ser mais exato. Uma daquelas pessoas que não precisei trazer da minha infância pra lhe reservar respeito, admiração, amizade e uma saudade que em certas horas chega até mesmo a doer. WM pegou sua mala, um pedaço de papel, traçou planos, coloriu sonhos e foi morar longe. Levou para São Paulo um pouquinho de Bahia, um pouquinho de alegria, um pouquinho de humor, um pouquinho de dendê... pra temperar a terra da garoa com tudo aquilo que ele tem de melhor. WM ja me fez sorrir muito, já me fez chorar, já me deu bronca, já abriu meus olhos.. tudo aquilo que um amigo é capaz de fazer. WM tem a cara da Bahia, gosta de tudo que a terra traduz, é do axé, do samba de roda. WM é um olhar meio envergonhado e às vezes um sem-vergonha. WM é um coração do bem, protagonista de grandes gestos. Às vezes incompreendido, às vezes traduzido - por alguns poucos e íntimos cientistas de sua confiança - como uma cadeia de DNA. WM é um show, um ensaio em Dadá, um carnaval pipoca, uma carona numa tarde de domingo da Barra a Ondina, uma voltinha no shopping, uma rave, uma latinha de skol, uma canção de Ivete, um acarajé em Dinha.


WM, pra resumir, é um amigo que tenho e que mesmo longe está sempre por perto... por ter me dado confiança e por confiar-te minha vida, sem vírgulas, sem parenteses...


A você, meu amigo WM, a saudade que você soube conquistar.

21 junho 2010

PALAVRAS SÃO SEMENTES

Eu tenho uma verdadeira atração pela leveza das coisas. E diria mais, pela leveza das pessoas também. Daí você pode me perguntar: Ok, mas como você pode medir algo teoricamente abstrato? Eu te diria que é simples. Muito simples.
Simples como tudo aquilo que na vida eu dou o devido valor. Alguém um dia disse a frase: "Palavras são sementes". E é bem verdade, e há de se ter cuidado com tudo aquilo que plantamos por aí. A dor que plantamos no coração de alguém é exatamente a mesma dor que um dia colheremos. Já a felicidade é fruto que se multiplica, é árvore centenária que deixará por toda vida suas folhas caídas em nosso quintal... como lembrança de nossos bons atos, e boas palavras proferidas.
O segredo é dizer aquilo que vem do coração. Se for bobagem, se te parecer infantil, inocente... diga! Se for de verdade, diga. Não olhe pros lados. Não se preocupe com o que pensarão de você. O que você deve às pessoas? São pessoas que te julgam, te apontam o dedo e zombam de você que merecem a sua atenção e o seu respeito? Não vou mentir, já fui assim. Hoje não! Hoje para merecer minha atenção tem que me sorrir com a alma, tem que me dizer verdades e me dizer quem és. E mostre-me até mesmo sua face mais obscura, seus medos, seus prazeres, suas virtudes, suas capacidades e incapacidades. Aprendi a não julgar ao ser julgado. Aprendi aceitar tudo aquilo que em algum lugar estava escrito.
Tudo na vida tem um jeito de se dizer. E o meu jeito de dizer as coisas, de sentir as coisas e de valorizar as coisas (e as pessoas também)... são leves. Eu não vou mais existir para quem nunca existi. Eu quero só viver minha vida, em paz com meu coração. Andar na companhia de quem me quer por perto, porque jamais quis ser companhia desagradável pra quem quer que seja. Eu sei muito bem o meu lugar. E sei muito mais. Sei de todos os meus defeitos, e acima de tudo, conheço todos os meus valores, inclusive os que deixam saudades.
Não espere muita coisa ao semear meias-palavras, ironia, ingratidão, julgamentos, desrespeito, desamor. A não ser que seja isso que você queira receber de volta. Tem gente que não se importa, não é? Tanto em doar, quanto em receber. Só não vale perder a memória quando convir e culpar a vida ao perceber as sementes brotando.
Eu vou cuidar da minha plantação, sem olhar para o terreno do vizinho. E prometo que serei feliz com as minhas sementes, que indepententes das safras, sempre me deram bons frutos: uns doces, outros ácidos... mas acima de tudo, bons frutos.
Aos amigos, este é um texto de felicidade. Tem sim, um toque de decepção, mas vá saber as coisas que plantei lá atrás, né verdade? Só estou colhendo e conhecendo as sementes que devo plantar daqui pra frente.
Vamos plantar que é melhor. Um beijo.

27 maio 2010

ENCONTROS E DESENCONTROS

Encontrei um canal de vídeos no Youtube de um casal que narrava todos os seus encontros e desencontros. Pelo que entendi a separação foi no ano de 2006. O último vídeo foi uma carta de separação. Realmente, tudo na vida tem seu momento de acontecer. Eu tinha que ter lido isso. Vá entender os mistérios da vida. Entre tantos vídeos para eu assistir olha o que veio parar frente aos meus olhos:


"Antes eu pensava que ia doer. Mas hoje.. hoje fiquei me perguntando: Cadê? É estranho e ao mesmo tempo tão bom ter um coração que não sente. Meu coração sentiu tanto que acostumou. Depois de algum tempo chegou a hora, não é? Chegou a hora de me desprender daquele laço. As músicas românticas hoje tocam sem sentido. Achei por muitas vezes que o destino que nos separava podia te trazer de volta. Quanta ilusão. Passei muito tempo evitando frequentar lugares de nós dois, me controlando na internet, me poupando de lágrimas. Sabe, meus amigos estavam acostumados com o meu sorriso e não sabiam que atrás desse cara tinha um menino que chorava no escuro. Quando te vi em outros braços, doeu. Mas doeu mais do que eu imaginava. Meu orgulho estava ferido e meu amor-próprio... eu já não sabia onde encontrar.

Inventei histórias para mim mesmo, superei cada ausência com desculpas que eu mesmo criei. Montei meu castelo e quando ele desabou, não aguentei. Mas hoje, não. Hoje percebo que o pouco que existiu foi bom. Nada mudará o que deixamos de viver e era isso que me matava aos poucos. Às vezes que eu não liguei, as festas em que não fui, os recados que não deixei. Parei e me olhei no espelho. Esqueci tudo que não aconteceu e lembrei de mim.

Hoje percebo que você tem o que merece. Tem uma pessoa que pensa que te ama. Porque amar, você pode até duvidar, mas quem amou foi eu!

Eu superei a dor, aguentei tudo em silêncio e sei o que restou para cada um de nós dois. O que eu tenho, o que você jogou fora.

Uma vez li em algum lugar que "só o que nos pertence é o passado, e isso basta". De certa forma, hoje isso faz sentido quando não se tem mais um futuro para sonhar. Seu sorriso por vezes coloriu meu mundo. Eu tive uma história e hoje me orgulho de tê-la vivido. E de ter encontrado no meio de milhões de pessoas, entre tanta gente chata e algumas boas, você.

Lamento, mas você morreu dentro de mim. Pelo menos da forma que eu queria que você vivesse. E vou lamentar todas as vezes que alguém perguntar por nós dois. Aquele nosso "caso meio complicado" de se entender. Tudo aquilo que vivemos e deixamos de viver. Não queria te ver partir, mas dessa vez se fez necessário. Você quis assim. Talvez um dia possamos nos encontrar como naquele dia, naquela noite, inexperadamente, surpreendentemente.

Mas se a vida te apresentar alguém melhor do que eu, e se o amor vencer todos os seus preconceitos, que você seja feliz.

Seja sempre esse encanto, essa pessoa sem juízo, com seus vinte e poucos anos que lhe enche de orgulho. Mas seja feliz. Sem olhar pros lados, nem pelo retrovisor. Pela primeira vez, quero você no meu passado. Quero olhar com saudades as velhas fotografias, dos nossos dias de sol, de todas as músicas e olhares trocados, dos nossos bicos e birras, daquele seu sorriso envergonhado do meu amor que era teu.

E se eu olhar para trás e ver tudo isso, verei a pessoa linda que um dia eu conheci. Que tinha um coração mais puro e mais doce, com menos malícia, menos amargura e menos sarcasmo trazidos pelas "grandes amizades país a fora". Presente de grego de uma tela de computador. Há quem valorize, mas eu prefiro quem eu possa olhar nos olhos.

E se por um acaso do destino eu te encontrar no meio da rua... eu vou te abraçar com saudade, mas vou seguir em frente. Porque agora não tenho mais porque te evitar, se o coração já não sente, se a esperança foi embora. E pra falar a verdade, por tudo que eu fiz: eu mereço ser feliz também. Até um dia..."

PARABÉNS VEVETA! - 27/05/2010


A quem você nunca levou alegria? Quem nesse mundo nunca cantou uma frase sua? Quantos amores e desamores suas canções embalaram? Quantas pessoas já pularam atrás de você? Verdade, amor, talento, carisma, beleza, humildade, naturalidade, humor, loucura, doçura... você. Você é tanto e ao mesmo tempo tão pouco. É a mãe, a menina, a cantora, a irmã... tradução fiel do amor e do carinho. A única dona do meu sentimento de fã, que idolatra não a artista, mas sim a Maria Ivete Dias de Sangalo. Com a qual convivi 3 anos nos bastidores, sem os holofotes, sem a maquiagem, contando piada, rindo, fazendo graça pra deixar o ambiente mais leve, a carona na velha Cherokee verde pros babas de terça-feira lá em armação depois da academia, suas pertubações quando me via no meio de um show... saudades desse tempo. Mas o tempo não levou nossas lembranças e ele retorna sempre que nos encontramos, ou de cima do trio vc me mostra o seu "Muk Forte". Lá embaixo eu entendo o sinal e isso que importa. Seu mundo hoje é outro e graças a Deus, se naquela época você tinha algum sonho hj eles são todos uma realidade. Que Deus continue te abençoando, iluminando os seus passos e te protegendo de todos os males dessa vida. Te amo, Vetão!
"Não me canso de dizer
tudo que sinto por você.
Você é tão maravilhosa,
que Deus ilumine a estrela que és."

21 maio 2010

LIVRE ARBÍTRIO

Às vezes as coisas são tão diferentes daquilo que traçamos ou ousamos imaginar, né? A gente chora, xinga, pinta e borda. Ah, vá... normal do ser humano. Aí vem o tempo e a serenidade, te visitam, e levam embora com eles a sua inquietação. Não satisfeitos, te deixam a certeza, ainda que duvidosa no início, do valor que tem um novo dia. Definitivamente, não se pode interferir no livre arbítrio das pessoas. É com cada decisão que tomamos na vida que escrevemos o nosso destino. A vida é curta demais. Eu quero ocupar as 24h do meu dia com coisas boas, com pensamentos bons, com boas energias. Com coisas que me elevem enquanto homem. Quero otimizar meu tempo dedicando-o a quem souber o valor que ele tem. Não vou mais me acostumar a receber aquilo que eu não ofereço. Sorrir é bom, mas é muito mais que uma exposição dos dentes. Tem que vir do coração e encontrar outro coração sorridente. Muitas coisas nessa vida são efêmeras como as canções, como as festas, as farras - que são ótimas -, mas deixam o que? Quando muito, deixam boas recordações. Quer saber? Eu vou é ser feliz e desejar felicidade também. E se me permite, caro leitor: olhe bem a sua volta, esqueça o seu dinheiro, esqueça os bens materiais, todas as tentações do mundo, inclusive as da carne, e recorde momentos simples que viveu. Conseguiu? Taí a sua felicidade. Que certamente já bateu a sua porta e você por algum motivo qualquer não conseguiu escutar. Continuem plantando sabendo exatamente o que irão colher. Esse é o livre arbítrio. Maktub.

10 maio 2010

O QUE É FELICIDADE?

Eu que um dia errei ao achar que minha felicidade estava em outra pessoa. Engano. Se você pensa assim, tens um coração grande, mas é a felicidade de outra pessoa está em você. E se for ler meus pensamentos escritos, aqui mesmo, no blog, verás que mais uma vez estou dizendo a verdade. Aí vocês me perguntam: como aconteceu o estalo? Prontamente eu te respondo: simples assim...
Esse final de semana, para ser mais exato, eu coloquei meu guarda-roupa abaixo. Virei e revirei roupas, gavetas, caixas e mais caixas e fui tendo algumas surpresas ao abrir cada uma delas. As maiores surpresas vieram dentro de uma enorme caixa azul, que guardo tudo que me dão e que para mim tem um significado e um valor sentimental. Quer ter noção da coisa? Eu encontrei um botão que uma amiga de escola arrancou do próprio casaco para que eu fechasse a minha calça que tinha perdido o botão. Embaixo de uma flor de plástico que uma professora me deu no final de uma gincana da oitava série eu encontrei um cartão que meu amigo Ramon me deu. Naquele cartãozinho improvisado com um pedaço de cartolina amassado, dizia: "Amigo é irmão. Irmão é para a vida toda" - de fato - já são 16 anos de amizade. Um pedacinho de jornal dobrado me revelaria a lembrança do meu amigo Chico Avena. Um bilhete deixado num dia que eu não estava em casa trazia palavras de gratidão: "Nunno, meu amigo, por toda a minha vida eu lhe serei grato. Obrigado por tudo" -Um acidente levou meu amigo, mas não o que plantamos aqui... e assim tantas outras coisas foram sendo reveladas.
Eu já não podia mais achar que a felicidade passou por mim sem que eu a parcebesse. Ela sempre esteve comigo, nas coisas mais simples que eu guardo no peito. E isso ninguém... nunca e jamais, será capaz de me roubar. Não para sempre.
Sim, a felicidade pode até estar nas pessoas, mas nem sempre da forma que a gente imagina. Reconheça quem te dá valor, nos detalhes da vida, e verás que a felicidade sempre esteve ao seu lado.

04 maio 2010

COLEÇÃO


Sei que você gosta de brincar
De amores
Mas, oh! Comigo não!
Comigo não!

Sei também que você
Eu não sei, mais nada
Um dia você vai ouvir de alguém
O que ouvi de ti

Então irá pensar
Como eu sonhei em vão
Não vá, ou vá
Você é quem quer
Quer saber?
Eu amo você

O BARQUINHO E O MAR


É como uma maré que vai e volta, vai e volta, vai e volta. E eu, um pescador, alí, no meio do mar. Às vezes navegando num mar escuro e revolto, às vezes chego a dormir no barco embalado por um lindo mar azul de águas calmas. Às vezes eu mergulho na água, quando tranquila e confiável. Às vezes uma onda molha meu rosto como se precisasse do meu calor. Às vezes no meio do mar eu não vejo um banco de areia sequer. Às vezes atracado na areia eu só desejo o balanço do mar. Às vezes o vento está forte e leva o meu barquinho pra longe, e eu literalmente viajo em pensamentos. Às vezes a falta dele não tira o barquinho do lugar. Às vezes quando o céu está azul eu fico tão feliz que já não sei onde começa o céu e onde termina o mar. Às vezes as tempestades me torna refém do meu próprio remo.

Daí eu lembro dos peixes, da estrela-do-mar, dos corais, do calor, do frio, da areia molhada, de todas as viagens. Lindas viagens que o barquinho fez junto com o seu amigo: o Mar. Percebi também que seja em dias de calmaria, ou em dias de raios e trovões, eles se e tendem e de certa forma se ajeitam. Às vezes...

28 abril 2010

EU NÃO QUERIA ACREDITAR...


...mais infelizmente eu me enganei. Ou não. Quem sabe eu que fui cego durante mto tempo e acreditei em quem não existia. Somente em minha cabeça mesmo. Mais o maior culpado de tudo sou eu. Eu que acredito, eu que me dedico, eu que estendo a mão... eu, eu, eu. Pensei que poderia me ver refletido em águas cristalinas, quando na verdade tudo que a turvava era só decepção. Falsas palavras, jogos de interesses, sorrisos que não vêem da alma. É triste, muito triste. Muito triste mesmo. Como pode tanta frieza e tanto sarcasmo? Eu me enganei tanto assim? É tão decepcionante que eu prefiro acreditar que o errado sou eu. Mas tudo vai mudar. Eu acredito em Deus e ele sabe que eu não mereço nada disso em minha vida.
Eu levarei tristezas, sabendo que todas as lembranças que deixo... te trouxeram felicidade.

27 abril 2010

CORAÇÃO DE PAPEL


Se você pensa que meu coração é de papel, não vá pensando, pois não é. Ele é igualzinho ao seu e sofre como eu. Por que fazer chorar assim a quem lhe ama? Se você pensa em fazer chorar a quem lhe quer, a quem só pensa em você. Um dia sentirá que amar é bom demais. Não jogue amor ao léu. Meu coração que não é de papel. Por que fazer chorar? Por que fazer sofrer um coração que só lhe quer? O amor é lindo eu sei e todo eu lhe dei...

...Você não quis, jogou ao léu meu coração que não é de papel.

23 abril 2010

HORA DE SER FELIZ


Não existe tempo perdido. Mo meu caso, o considero como tempo investido. Pelo menos por mim, e em tudo na minha vida. Ok, nem todo mundo pensa assim. Ok, pena de todo mundo que não soube aproveitar os bons momentos ao meu lado. O relógio não parou. Ele que por meses parecia retardar as horas e alongar os meus dias, mudou. Hoje o relógio é meu amigo e está presente 24h por dia em minha vida. A noite ele é fundamental... trouxe mudanças. E em certos momentos quem não quer que as horas passem sou eu. É hora de olhar pra mim, é hora de ser feliz. dessa vez, de verdade. O tempo não pára e meu relógio nunca foi de brinquedo. Felicidade!

22 abril 2010

FALANDO SÉRIO...


Falando Sério... Às vezes eu tenho saudade dos tempos de criança onde os meus joelhos machucados curavam-se mais facilmente que as dores de decepção do meu coração adulto. Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo, é renovar as esperanças na vida e o mais importante de tudo, acreditar em você de novo. E isso vale para todas as pessoas que se aproximam de mim... amigos ou amores. Sou intenso e respondo, responsavelmente, por todos os meus atos. Mas não espere que eu os justifique, pois meus olhos sempre te afirmaram diretamente tudo que por algum medo qualquer, minha boca um dia calou. Uma amizade é coisa frágil, e precisa muito mais cuidado que todas as outras coisas frágeis do mundo. Que dirá seus derivados. Muitas coisas na vida surpeendem nossos olhos, e quase... quase nada é capaz de surpreender nosso coração. Reconheça o real valor das pessoas e me julgue. Me diga apenas se sou a solução ou o começo de todos os seus problemas. Não fale que eu mudei, se não souber uma maneira de me fazer ser como antes. Entre ou feche discretamente a porta do meu coração.

"PALAVRAS" E PALAVRAS



Palavras até me conquistam temporariamente,
mas atitudes me ganham ou me perdem para sempre.

19 abril 2010

Tão simples quanto cantar...


RAZÃO DA MINHA VIDA (Belo)

Quando eu me vi perdido
Você manteve acesa a minha esperança
Nada fazia sentido
E você me deu colo como quem protege uma criança
Quando se apagaram as luzes
Você me deu a mão e me guiou no escuro
Como o sol cortando as nuvens
Você me iluminou e foi o meu porto seguro

E eu que acreditava que essa história de romance
Fosse coisa de momento
Mas você mostrou
Que o amor não era um lance
É o maior dos sentimentos

Você me aqueceu no calor dos seus braços
Colou meu coração pedaço por pedaço
E mesmo contra o mundo acreditou em mim
Eu nunca tive alguém que me amasse assim

Você me fez mudar, dar a volta por cima.
Me fez recuperar a minha auto-estima
Quando mais precisei secou todo meu pranto,
Razão da minha vida eu te amo tanto
Te amo tanto...


Sem mais... hoje não tem texto, nem pensamentos, nem frases, nem.. nem nada. Hoje é somente uma música. Sem acordes, sem tons, sem melodia. Somente uma música que um dia eu me ousei a desejar ouvir. Eu nada ouvi. Ninguém cantou.

Amem sem vergonha de amar. E cantem tudo que desejar.

15 abril 2010

"CUIDADO QUANDO FOR FALAR DE MIM.."


Tantas decepções eu já vivi
Aquela foi de longe a mais cruel
Um silêncio profundo e declarei:
“Só não desonre o meu nome”
(...♪)

14 abril 2010

MINHA CAIXA BRANCA

Meu amigo, minha amiga. Eu tenho uma caixa branca, e dentro dessa caixa branca estão fotos e recordações. Talvez abrindo essa tampa você possa entender quem sou.

Lembro que dela eu tirei um abraço amigo. Tirei palavras de carinho. Tirei lágrimas que não eram minhas, e por tudo isso eu sou. O sol tímido que não apareceu, mas que não deixou o frio se aproximar. O vento forte que passou levando com ele sua insegurança.

Eu fui o palhaço do circo para uma platéia que não pedi, e ainda que chacoteado, chorando, conseguiu sorrir. Sorriso de dever cumprido, de lembranças que eu trouxe comigo. De muitos momentos vividos intensos junto a você.

Eu fui a flecha sem alvo no meio da escuridão. Fui a certeza da vitória de quem sequer tinha chão. Dentro dessa caixa, alguns arrependimentos, certezas e argumentos cultivados com muito amor. Aqui dentro tem até mapa, substituído a tapa, pela voz do meu coração. Porque de mapa, na verdade, eu nunca precisei. Mas dos meus sentimentos, sim.

Fiz tudo que tinha que ser feito. Minha missão foi cumprida e ajudei a mudar a vida de quem o casulo deixou para trás.

Para trás, junto com a doçura, a bondade, a confiança, o amor, a amizade,... (um momento caro leitor...Uffa!)... a dedicação, a felicidade, a leveza, a fidelidade, as bobagens, as brincadeiras, o humor, as preocupações, o calor, a verdade e o encantamento que eu tirei da caixa como forma de presente. Presente que nunca teve valor. A não ser para mim, o verdadeiro dono da caixa.

Mas assim é a vida: cheia de surpresas e caminhos diferentes a serem seguidos.

Abro novamente a caixa e guardo todos os passos. Não guardo beijos, mas sim os abraços, que dela, um dia, ousei tirar.

11 abril 2010

QUEM MATOU O PALHACINHO?


O bom da gente quebrar a cara é lembrar quantos amigos tentaram nos alertar. É aí que a gente percebe quem realmente se importava com a gente e que nunca estivemos sozinhos. Aqueles que perceberam meu coração do tamanho de um grão de feijão. Tão apertado a ponto de transparecer no meu rosto minhas supostas aflições. Alguns manifestam-se pessoalmente. Outros, a quem nem ousei chamar de amigos, mas não menos preocupados comigo, manifestam-se virtualmente e então me perguntei: Onde eu estava esse tempo todo? Talvez me distanciando de mim, da minha alegria de viver. E em troca de que? Até hoje eu procuro a resposta. Se existiu resposta, eu não sei. Não vi. Não me foi dada.

Eu não quero mais ouvir surpresas da boca de ninguém. O que eu não soube ver ou ouvir foi por incompetência minha. Palmas para o grande público que tanto se divertiu às custas do palhaçinho.

Mas se refazer é tão bom. É tão bom saber que minha essência continua exatamente a mesma. Acreditando nas mesmas coisas, valorizando os mesmos sentimentos nas pessoas, e sem a menor vergonha ou culpa de ser esse cara que sou. Cheio de defeitos, mas com milhares de qualidades que me colocam na condição de pessoa amada por pessoas interessadas apenas na minha companhia. Que me querem ao seu lado para compartilhar momentos felizes, rindo, chorando, mas compartilhando verdades, sem ter que no final do dia prestar relatórios a terceiros - a quem chamam ou consideram amigos queridos - o "porque estava rindo" ou "o porque estava chorando", "porque estava aqui ou alí", como se sentisse vergonha disso ou daquilo.

Isso é demais e desgasta, até mesmo os sentimentos verdadeiros. E que ninguém pense que é fácil passar a encarar certas situações de maneira diferente ao que pede o meu coração. Não, não é. É ruim, é chato, e não me traz a menor felicidade.

A única alegria é saber que meu coração bom continua sendo meu, que ele não deve satisfações a terceiros e continua como uma rocha. Por vezes trincada, mas intacta. Firme, forte e pronto para outra lição da vida. Vida que, por sinal, é linda e feita pra ser vivida.

Admirável grande público, hoje não teremos espetáculo. O Palhacinho não veio....

05 abril 2010

METADE É ... NADA!

METADE
(Osvaldo Montenegro)

"Que a música que ouço ao longe, seja linda, ainda que triste. Que a mulher que eu amo, seja para sempre amada, mesmo que distante: Porque metade de mim é partida, e a outra metade é saudade.

Que as palavras que eu falo, não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor, apenas respeitadas como a única coisa que resta a uma pessoa inundada de sentimento: Porque metade de mim é o que ouço, mas a outra metade é o que calo.

Que essa minha vontade de ir embora, se transforme na calma e na paz que eu mereço. Que essa tensão que corre por dentro seja um dia recompensada: Porque metade de mim é o que penso, e a outra é um vulcão.

Que o medo da solidão se afaste. Que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável. Que o espelho reflita em meu rosto, o doce sorriso que me lembro ter dado na infância: Porque metade de mim é a lembrança do que foi, a outra metade, eu não sei.

Que não seja preciso mais que uma simples alegria para me fazer aquietar o espírito, e que o teu silêncio me fale cada vez mais: Porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço.

Que a arte nos aponte uma reposta, mesmo que ela não saiba. E que ninguém a tente complicar porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer: Porque metade de mim é platéia, e a outra metade é canção.

E que a minha loucura seja perdoada, porque METADE DE MIM É AMOR, E A OUTRA METADE, TAMBÉM."


Em certos momentos da vida me dou o direito de ser extremamente egoísta e não suportar metades. A gente cresce, amadurece, e descobre que a forma correta de se viver a vida nem sempre é praticada por todos. Não. Não se julgue errado. O errado não é você. Conduta, calor, clareza, coragem, charme e certeza são palavras que são escritas com o "C", que também escreve "coração", "cansado", "calado". O que seria da letra C se não existisse o resto do alfabeto? Clamaria-se pelas metades das maçãs, das laranjas, metade da lua, as caras-metades e a metade da metade da metade da metade.... Chega! É a vez do "C", mas dessa vez de "completo". Sem meias metades, sem meias verdades, sem meias palavras.
Eu quero o alfabeto INTEIRO.

04 abril 2010

SIM, ELES CHORAM...


ANGELS CRY
(Mariah Carey)

"When you and I said goodbye
I felt the angels cry
True love's a gift
But we let it drift
In a storm"
É impressionante como para cada instante de nossas vidas existem músicas que se encaixam perfeitamente no momento que estamos vivendo. Às vezes é um tapa de alerta, mas quase sempre é uma mão que afaga, acalma e sossega a alma. Mais uma obra prima da Mariah para minha coleção.